2 de novembro de 2017

A PRIMAVERA DE OUTONO


Imagem - SAi$ON


A PRIMAVERA DE OUTONO


A primavera de outono tem folhas 
Coloridas e muitas outras vidas;
Natureza que pinto e tu desfolhas
Desnovelando pétalas recônditas.

Dançamos ao som de um vento meloso,
Os frutos de outras épocas, colhemos 
O olor de uma estação de tempo milagroso
E vivemos o que sempre sonhámos.

O outono vai baloiçando entre o céu
E a terra e o sol põe as meninas ao léu;
Olhando-nos de frente e pelo presente,

Observando o que pinto e tu desfolhas,
Abre-se a outro verão em mil e uma folhas:
A primavera de outono que a gente sente.

© RÓ MAR

18 de outubro de 2017

DEIXA-ME SONHAR ESTA NOITE: ROSAS AMARELAS


Imagem - J'ad' OR


DEIXA-ME SONHAR
ESTA NOITE: ROSAS AMARELAS


Esta noite vou abrir minhas janelas
E sonhar com as rosas amarelas.
As rosas amarelas, cor dos girassóis,
Esta noite vão fletar meus lençóis.

As rosas amarelas e sua essência 
Esta noite vão querer-me embalar
E sonhar eu vou com um outro luar.
Esta noite quero-te louco em poesia.

As rosas amarelas vou querer amar
E sonhar um amante quase que perfeito.
Esta noite há luz que brilha meu peito,
As rosas amarelas, ritmo no teu bailar.

Esta noite vou querer-te abraçar
E sonhar que um dia vamos casar.
As rosas amarelas: o nosso altar.
Esta noite há alianças para adornar.

As rosas amarelas: buquê que vou levar
E sonhar amar pelas minhas janelas.
Esta noite, a teu lado vou deitar,
No leito as nossas rosas amarelas.

Deixa-me sonhar esta noite: rosas amarelas.

© Ró Mar

29 de setembro de 2017

O PARAÍSO


Imagem - J'ad' or


O PARAÍSO


O paraíso é a utopia
Que o amor vê na realidade;
O astro que espelha poesia
Em sílabas de paz, naturalidade
Capaz de unir o universo;
O mar e o céu em sintonia
Debuxando o momento 
Em que a essência do ser
Copula com o anil sentimento.

O paraíso é o conceito concebido
À luz da expressão de um prazer.
Tomá-lo realidade de vida 
Perpetuando o teor do instante 
Pela profundeza do ser
É felicidade, ainda que momentânea.
O lugar pleno, mesmo ao lado,
Que ousa exprimir o sécular amor
Só pode ter um nome que inspire arte.

O paraíso é a existência
De corações apaixonados; o meu verso
Enroscado em pequenas letras tal a gente
Que sonha com um mundo em flor;
O que edifica o céu, luz estrela-alva,
De um mar que lhe vem à alma. Ah, minha diva 
Que enalteces uma margem mediterrânea
De tão nobre presente, qual ouso descrever!
O poema inatingível a nascer.

© RÓ MAR